Urologia em Campinas/SP

Laparoscopia

LAPAROSCOPIA-INTERNA

A cirurgia laparoscópica, ou videolaparoscópica, é um procedimento minimamente invasivo realizado através de pequenas incisões ou portais por onde são introduzidos os instrumentos cirúrgicos. A visualização do interior da cavidade abdominal é feita com uma óptica e câmera. O grande benefício dos procedimentos vídeo-laparoscópicos é proporcionar a realização de cirurgias com a mesma eficiência e segurança daquelas feitas de modo convencional (abertas), porém com menos dor e desconforto. Desta maneira, ao evitarmos as grandes incisões, os pacientes têm recuperação mais rápida, ficam menos tempo internados e retornam mais rapidamente ao trabalho e às atividades rotineiras. Além disso, existe um benefício estético, já que as pequenas incisões deixam cicatrizes menores.

As aplicações da cirurgia laparoscópica em urologia são bastante amplas e variadas.

  • Prostatectomia Radical Laparoscópica: método desenvolvido na França que foi revolucionário na abordagem do tratamento cirúrgico do câncer de próstata, buscando menor tempo de internação e de agressividade ao paciente. De certa forma foi precursor do método robótico, mas vem sendo substituído pelo mesmo.
  • Nefrectomia Laparoscópica: a nefrectomia consiste na retirada cirúrgica do rim. Ela pode ser realizada para patologias benignas e malignas. Em casos de tumores pequenos (<4cm) é possível a realização de nefrectomia parcial laparoscópica, ou seja, remove-se apenas o tumor preservando o restante do rim. A principal vantagem da nefrectomia laparoscópica é sem dúvida em relação à incisão cirúrgica empregada para as nefrectomias abertas.
  • Pieloplastia Laparoscópica: a pieloplastia é utilizada para a correção cirúrgica das obstruções ou estenoses da região onde termina o rim e começa o ureter que chamamos de Junção Uretero-piélica (JUP). Este processo patológico consiste no estreitamento da junção da pelve renal com o ureter. As vantagens da pieloplastia laparoscópica são as mesmas da nefrectomia laparoscópica. Ou seja, incisões menores, menos dor pós-operatória e recuperação mais rápida para o trabalho e lazer.
  • Adrenalectomia laparoscópica: as adrenais ou supra-renais são pequenas glândulas situadas acima dos rins. Estas glândulas são responsáveis pela síntese de alguns hormônios vitais para o nosso organismo. As glândulas adrenais produzem a aldosterona, importante para manutenção da pressão arterial e volume sanguíneo circulante, os corticóides, essenciais para várias funções orgânicas, as catecolaminas que são os hormônios que atuam em situações de estresse orgânico (emocional ou físico) e hormônios sexuais. As patologias adrenais de tratamento cirúrgico geralmente estão relacionadas ao crescimento da glândula ou aparecimento de massas adrenais. A situação cada vez mais encontrada na prática clínica é o aparecimento dos incidentalomas. São massas ou tumorações das supra-renais encontradas em exame de imagem (ultra-sonografia, tomografia) em pessoas que não sentem nada. O acesso laparoscópico para as supra-renais também é semelhante ao acesso empregado para as patologias renais.
Clínica Urológica Roberto Rocha Brito

Responsável Técnico
Dr. Roberto Rocha Brito Bresler
CRM 65.401

Contato

Endereço:
Rua Barreto Leme, 214
Centro - Campinas/SP
CEP: 13010-200

Telefone Clínica:
(19) 3231-3000 | (19) 99669-2419 | (19) 99836-4229 | (19) 97118-9867

(19) 99733-7904 | Whatsapp

Urgências (Equipe Rocha Brito - Pronto Socorro Hospital Vera Cruz):
Tel .: (19) 3734-3091